LIFTING FACIAL

Lifting Facial
 

Com o passar do tempo, os músculos da face perdem parte de sua rigidez, o que leva ao excesso de pele facial e à flacidez. Assim começam a surgir rugas, marcas de expressão na testa, na lateral dos olhos e vincos entre o nariz e a boca. Além do fator idade, a exposição prolongada ao sol ou mesmo características genéticas podem fazer com que o processo de envelhecimento se acelere.

O lifting facial, também conhecido como ritidoplastia, é a técnica mais eficaz de reversão do quadro de flacidez e de marcas de expressão, aliada a outros tratamentos estéticos como a aplicação de toxina botulínica e preenchimentos.

Como é a cirurgia?

A cirurgia de ritidoplástica dura em torno de 120 minutos, podendo ser feita com anestesia geral ou local com sedação associada, de acordo com a necessidade de cada paciente. Muitas vezes associamos a cirurgia de blefaroplastia (correção de pálpebras) no mesmo procedimento. A internação varia com o procedimento, podendo ser de meio período no caso de cirurgias com anestesia local, mas o comum leva em torno de 24 horas.

Normalmente, as incisões são feitas junto da linha do cabelo, para evitar que as cicatrizes se tornem muito aparentes, e no contorno da orelha. Embora as cicatrizes sejam permanentes, ficam cada vez menos visíveis no decorrer da recuperação, podendo ser disfarçadas com penteados ou mesmo maquiagem até a recuperação adequada.

Após as incisões, remove-se parte da gordura subcutânea, para melhorar o contorno da face, são feitos os pontos de tração na musculatura, acomoda-se a pele e retiram-se os excessos. Assim, procede-se à drenagem de fluidos para evitar o acúmulo, a sutura da pele e a aplicação dos curativos.

Pós-operatório

Ao final das primeiras 24 horas, o curativo é retirado. Os pontos menores, por sua vez, são removidos em 48 a 72 horas, sendo que os restantes apenas após um período de 8 a 12 dias.

O pós-operatório é majoritariamente pouco sensível, podendo ocorrer inchaços, hipersensibilidade ou insensibilidade em certas áreas, características mais ou menos presentes de acordo com os pacientes. Em casos de desconforto, analgésicos comuns podem ser ministrados. Recomendamos o uso de compressas geladas com chá de camomila e o uso de malha compressiva.

Durante esse período de recuperação, entre 2 e 3 semanas, alguns cuidados se fazem necessários para prevenir complicações. Atividades físicas, trabalhos domésticos, exposição ao sol e ingestão de álcool devem ser evitados.

© 2018 DR. GINO DI DOMIZIO - Telefones: (19) 3876-4245/3545 e 3829-5090/Opção 2